Quinta do Passadouro

passadouro

Situada em pleno vale do rio Pinhão perto de Vale de Mendiz, a origem da Quinta do Passadouro remonta ao Séc XVIII, surgindo referenciada no célebre mapa do Douro elaborado pelo Barão de Forrester. Em 1991, Dieter Bohrmann decidiu comprá-la. Ele acreditava que com as uvas de alta qualidade do Douro, era possível não só produzir Porto, mas também

vinhos de mesa de alta gama. A sua ideia consistia em reservar alguns dos melhores lotes da produção com o objectivo de criar um vinho tinto de qualidade premium, como expressão máxima do que este terroir é capaz de oferecer. Para o conseguir, só lhe faltava o enólogo certo. Por isso, convidou Jorge Borges para assumir a responsabilidade total da Quinta.